Excessos de fim de ano podem pesar na balança; veja como equilibrar | Piripiri 40 Graus | Noticias de Piripiri

Excessos de fim de ano podem pesar na balança; veja como equilibrar

A boa notícia para quem lutou o ano todo para manter a forma é que, na visão da ciência da nutrição, não é o excesso em dois dias que desequilibra o processo de educação alimentar que foi feito ao longo de doze meses. De acordo com Flavia Salvitti, nutricionista do Hospital San Paolo (SP), não é necessário deixar de comer, mas sim ter atenção nas escolhas.
“É preciso bom senso na hora dos doces e bebidas alcoólicas para não se sentir indisposto e estragar a festa. E importante lembrar de que o álcool tem calorias e não apresenta nada que vá agregar à saúde, pelo contrário, prejudica ressecando tecidos e estimula o acúmulo de gordura no fígado”, explica.
A especialista complementa que, para se sentir saciado, é bom começar com a salada de folhas, em seguida partir para o prato principal (sem exagerar) e, na escolha da sobremesa, optar por frutas frescas e da época como figo, ameixa, pêssego. “Mas se ainda estiver com disposição, pode experimentar o doce de sua preferência”.
Existem alguns métodos que as pessoas adotam próximo às festas de fim de ano, com o objetivo de preparar o organismo para a ingestão calórica de alimentos. Alguns são válidos, mas outros podem ser armadilhas.
A prática regular de exercícios, por exemplo, se feita corretamente só trará benefícios ao organismo. “Quem pratica atividade física tem o metabolismo mais acelerado, ou seja, gasta mais energia e necessita ingerir mais energia. Mas não se engane, a receita para o processo de emagrecimento está em não ingerir mais calorias do que o corpo necessita, então não exagere só porque pratica esportes”, esclarece a nutricionista.
Já o uso de laxantes não é indicado a nenhum indivíduo para o processo de emagrecimento, pois o seu uso deve ser indicado por um especialista como alternativa a obstipação intestinal. “Estudos indicam que o uso de laxantes agride a flora intestinal, deixando o usuário mais propenso a doenças intestinais, portanto, pense bem antes de fazer uso de um medicamento sem prescrição médica”, alerta.


Notícias Relacionadas

Saúde 8248945013765604888

Postar um comentárioDefault Comments

emo-but-icon

Pesquisar

Facebook

Parceiros

item