Investigações apontam que morte de PM em Teresina foi latrocínio. | Piripiri 40 Graus | Noticias de Piripiri

Investigações apontam que morte de PM em Teresina foi latrocínio.


O coordenador da Delegacia de Homicídios, delegado Francisco Costa, o Baretta, informou ao Cidadeverde.com que os suspeitos de envolvimento na morte do cabo da Polícia Militar, Valdir Mendonça do Vale, 43 anos, devem ser localizados e presos nas próximas horas. O policial foi vítima de latrocínio no fim da manhã de ontem(07), na zona Leste da capital. 
Segundo o delegado, duas equipes estão responsáveis pelo caso e recolheram informações fundamentais para a prisão dos autores. O alvo dos bandidos foi o tesoureiro da clínica médica Ortomed. O rapaz voltava de uma agência bancária com uma grande quantia em dinheiro dentro de uma mochila, quando foi abordado. 
“O policial presenciou o assalto, pegou um veículo modelo Hillux de uma pessoa da região e iniciou uma perseguição, chegando próximo à avenida Jóquei Clube, os suspeitos tiveram que parar. Ele desceu do carro, chegou a se identificar como policial e quando viu que estava sendo ameaçado, disparou na perna do suspeito, mas foi atingido por um tiro fatal e morreu”, contou o delegado. 

Baretta relatou ainda a existência de uma importante pista para esclarecer o caso. A dupla utilizou inicialmente um mototaxi e é possível que o proprietário esteja envolvido. De acordo com o delegado, esse mototaxista já seria envolvido em assaltos na zona sul da capital. Uma outra pista, é um segundo veículo utilizados pelos suspeitos, um Nissan Versa, de cor prata. 
“Esse carro foi alugado em uma locadora na zona Norte de Teresina, com uso de documentos falsos, mas nós já estamos perto de descobrir quem foi o responsável pelo aluguel”, afirmou. 
O delegado destacou que ainda não é possível saber quantas pessoas tiveram participação no crime e esclareceu que um homem que deu entrada com ferimento a bala, na perna, na UPA de Timon, na manhã de ontem não teve participação na morte do Cabo Valdir. 
O delegado Higgo Martins é quem está comandando o caso. 

Notícias Relacionadas

Polícia 133620949817763150

Postar um comentárioDefault Comments

emo-but-icon

Pesquisar

Facebook

Parceiros

item