Operação recupera meio milhão do assalto da Servi San e prende 15 assaltantes | Piripiri 40 Graus | Noticias de Piripiri

Operação recupera meio milhão do assalto da Servi San e prende 15 assaltantes

Em coletiva, a Polícia Civil do Piauí apresentou nesta sexta-feira (31) os  presos da operação “Tríade paulista” e informou que foram recuperados meio milhão roubados do assalto milionário da empresa Servi San. Em dezembro do ano passado, quadrilha especializada levou mais de R$ 15 milhões. 
O assalto a Servi San contou com a participação de um ex-funcionário da empresa, um estudante de Direito, totalizando 10 suspeitos entre piauienses e paulistas. A Operação Tríade, que investigou três ações criminosas, prendeu 15 pessoas. Entre os líderes, estão dois irmãos paulistas.
O secretário estadual de segurança, Fábio Abreu, informou que o grupo planejou a ação contra a Servi San por oito meses e que mais pessoas devem ser presas. O grupo fugiu com o dinheiro roubado usando um caminhão-baú, de Teresina a São Paulo. 
"Nossa investigação iniciada pela Servi San, além das outras ocorrências, chegou à conclusão que alguns suspeitos estavam nas três ações delituosas. Resolvemos dar cumprimento em um dia só, já que a maioria reside em São Paulo. Vamos apresentar essa quadrilha de 15 indivíduos à Justiça do Piauí, que atendeu às nossas demandas. Hoje estamos com 90% dessa investigação finalizada, porque temos outros nomes aparecendo", declarou.
Ele completou: "Eles fizeram um estudo, pelo que nos relataram. Ao todo, foram oito meses de planejamento, abordaram ex-funcionários, que recrutaram outros suspeitos. Eles alugaram um caminhão baú e, após a ação, saíram do estado com esse caminhão até o estado de São Paulo com esses recursos roubados", completou.
A Polícia Civil do Piauí deflagrou na manhã desta sexta-feira (31) operação “Tríade Paulista” para prender assaltantes de bancos, caixas eletrônicos e envolvidos no assalto a Servi San.
Os presos foram identificados como Carlos Acácio Freitas dos Santos (apontado como líder juntamente com o irmão), Marcelo Rabelo Rodrigues (ex-funcionário da Servsan), José Airton Rodrigues (estudante do Direito), Eduardo da Silva Soares, conhecido como Duda (os quatro foram presos no Piauí), além de Claudio Freitas dos Santos (irmão de Acácio Freitas), Jorge Tadeu Bernardo, Márcio Dantas da Silva, Eduardo Gervásio, Wallace Marques da Silva e Carlos Wellington Marques de Jesus (presos em São Paulo). 
O dinheiro apreendido estava com Izabela Aparecida da Silva Santos, preso na capital paulista uma semana após o assalto a Servsan. Ela é namorada de Carlos Wellington Marques de Jesus. O delegado Carlos César Camelo informou ainda que foi pedido o bloqueio das contas bancárias dos suspeitos, bem como dois carros de luxo apreendidos com a organização criminosa e que, provavelmente, foram comprados com dinheiro do assalto.
Durante entrevista coletiva foram apresentados ainda nomes dos presos nos assaltos do Banco do Brasil da Procuradoria Geral do Estado, em junho de 2016 (Os irmãos Carlos Acácio Freitas dos Santos e Claudio Freitas dos Santos- que também participaram do assalto da Servsan- e Clismara Amorim Brito). Além dos suspeitos do assalto ao Banco do Brasil do aeroporto, em julho de 2017 (Gilberto Alves de Sousa Júnior, Jarbas Pereiras dos Santos e José Ivaldo Firmino de Oliveira Júnior, que foi Rei Momo do Carnaval de Teresina em 2015. Cidadeverde.com

Notícias Relacionadas

Polícia 6319310317137858809

Postar um comentárioDefault Comments

emo-but-icon

Pesquisar

Facebook

Parceiros

item