NOTA DE ESCLARECIMENTO: Sem projeto técnico, obra causa transtornos e é embargada pela Prefeitura | Piripiri 40 Graus | Noticias de Piripiri

NOTA DE ESCLARECIMENTO: Sem projeto técnico, obra causa transtornos e é embargada pela Prefeitura

Sem projeto técnico, obra para construção de residencial em Piripiri está gerando grandes transtornos em outras partes da cidade, principalmente na Rua da Glória. Devido ao aterramento feito na área do residencial, construído através de projeto da FAMCC, diversas casas estão sofrendo com alagamentos por conta da falta de um estudo topográfico e de drenagem.
A situação levou o Ministério Público a notificar a Prefeitura de Piripiri para que houvesse resolução do caso. Diante do fato, a Secretaria de Desenvolvimento Urbano notificou, por duas vezes, a associação responsável pelo residencial, solicitando um projeto técnico, assim como a documentação necessária para que a obra pudesse ser continuada sem qualquer problema. Sem nenhuma resposta, a Prefeitura embargou a obra até que se chegasse a uma definição. É dever do município fazer o acompanhamento técnico a fim de corrigir falhas e preservar a estrutura urbana como um todo, em qualquer projeto, caso apresente problemas.
Mesmo com reunião marcada no Ministério Público para o dia 11/03, com a presença da Caixa Econômica Federal, da Prefeitura e da Associação, alguns manifestantes, sem nenhuma boa vontade de negociar, foram até a sede da prefeitura surpreendendo e agredindo funcionários na cobrança da resolução de um problema causado pela própria associação. Uma manifestação com intenção meramente de tumultuar e com muita carga política.
O prefeito Luiz Menezes afirmou que está disposto a resolver o problema, mas alertou sobre a gravidade do fato.  "Hoje a sede da prefeitura foi invadida por um movimento, com viés politiqueiro, com assessores e militantes de campanha, misturados com pessoas usando máscaras e encapuzadas, cujo objetivo era criar um tumulto e confundir a opinião pública, sem nenhuma justificativa concreta. Em nenhum momento houve a intenção por parte de quem invadiu a sede do município para tratar com seriedade de um suposto problema, o que se faz conversando, respeitando o interesse público, mas somente para gerar um conflito. Felizmente ninguém saiu ferido e as providências legais serão tomadas. Estamos sempre abertos ao diálogo, não à baderna! Nossa gestão segue respeitando os servidores, pagando salários em dia, buscando limpar e reformar as estruturas públicas, resgatar os serviços prestados à população e preparar Piripiri para receber obras importantes”, disse Menezes.

Notícias Relacionadas

Geral 4601720163621406941

Postar um comentárioDefault Comments

emo-but-icon

Pesquisar

Facebook

Parceiros

item