Nota de esclarecimento | Piripiri40Graus

Nota de esclarecimento

A matéria veiculada originalmente no portal Viagora, de Teresina, que informa sobre o bloqueio de bens do prefeito de Piripiri Luiz Menezes por ação movida pelo próprio município, se mostra inconsistente. Apresenta forte incongruência nos dados apresentados pelo noticioso e o que, de fato, é documentado pelos órgãos fiscalizadores. Acima de tudo, o jornalismo responsável demanda uma conduta limpa, que todas as perspectivas sejam apuradas, imprimindo eficiência e responsabilidade ao conteúdo jornalístico. O que não ocorreu na referida matéria.
A creche Pró Infância, obra que originou o processo, tem como valor contratado de R$ 1.297.081,29 (um milhão, duzentos e noventa e sete mil, oitenta e um reais e vinte e nove centavos), diferente do noticiado pelo informativo, que foi de R$ 1.326.496,57 (um milhão, trezentos e vinte e seis mil, quatrocentos e noventa e seis reais e cinquenta e sete centavos), foi executada pela empresa Aguiar e Albuquerque Construções Ltda. A creche foi concluída em dezembro de 2012, no final da quarta gestão do atual prefeito. A última vistoria realizada na obra, pela fiscal Leslie Saffran, arquiteta do FNDE, atestou que a obra se encontra com 96,66% concluída, sem qualquer pendência, apenas restrições e algumas inconformidades com o projeto original.
Para o FNDE – Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação, restrições e inconformidades são considerados itens perfeitamente realizados, mas que divergem em alguns aspectos do projeto original. O órgão solicitou esclarecimentos à respeito da inconformidade na execução do projeto para posterior aprovação dos itens, o que resultaria na totalização dos 100% da obra. O que pode ser conferido através do site simec.mec.gov.br, que apresenta apenas as supra citadas “restrições e inconformidades”.
Era de responsabilidade da gestão anterior, 2013 a 2016, do ex-prefeito Odival Andrade, o ajustamento dessas discrepâncias. Mas ao contrário do que era sugerido pelos órgãos fiscalizadores, promoveu mais alterações em relação ao projeto original. A empresa responsável pela obra, durante os quatro anos de vigência da antiga administração, jamais foi notificada sobre a realização das correções do projeto autorizadas pelo FNDE. Sendo que apenas neste ano, no começo de sua atual gestão, Luiz Menezes realizou a referida notificação para que a empresa providenciasse as retificações destes pequenos detalhes que correspondem a pouco mais de 3,34% do total da obra, para deixa-la totalmente compatível com as normas adotadas pelos órgãos fiscalizadores.
 Vale ressaltar que todos os pagamentos realizados pelo prefeito Luiz Menezes foram procedidos através de medição realizada por engenheiros da Prefeitura, que atestaram a obra como “concluída”.
O prefeito Luiz Menezes repudia veementemente ações que tem como objetivo principal confundir a população com matérias de caráter político, recheadas com imprecisão dos dados e distorções dos fatos. O prefeito se mantém à disposição para posteriores esclarecimentos e apresentação dos documentos que elucidem os fatos.

Notícias Relacionadas

Política 2293895857197119547

Postar um comentárioDefault Comments

emo-but-icon

Facebook

Parceiros

item