Nova logística de aplicação do Enem deve aumentar custos para os alunos | Piripiri40Graus

Nova logística de aplicação do Enem deve aumentar custos para os alunos


As inscrições do Enem 2017 (Exame Nacional do Ensino Médio) encerraram na última sexta-feira (19) e as provas serão realizadas nos dias 5 e 12 de novembro, em dois domingos subsequentes. Esta mudança, em especial, deve impactar diretamente o orçamento das famílias dos estudantes cuja cidades de origem não são polo de aplicação do Exame. 
Segundo relatório do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), foram registradas mais de 6,5 milhões de inscrições em 2017, porém, a compilação final dos dados somente será divulgada no dia 30 deste mês. Dentro deste cenário, em comparação ao ano passado, houve uma redução de cerca de 1 milhão de inscritos no Exame. 

A edição deste ano traz algumas mudanças e os alunos precisam ficar atentos. Além da realização das provas, que agora será em dois domingos, a Redação será feita no primeiro dia, juntamente com os cadernos de Linguagens, Ciências Humanas e suas Tecnologias. 
No primeiro dia, os candidatos têm 5h30 para a realização da prova com os dois cadernos mais a redação. Já no segundo domingo, os candidatos terão mais dois cadernos: Matemática, Ciências da Natureza e suas Tecnologias, com tempo de apenas 4h30. Vale lembrar que os portões continuarão abrindo às 13h e as provas iniciam às 13h30. 
Segundo o superintendente de Ensino Superior da Secretaria Estadual de Educação do Piauí (Seduc), Elen Gera Brito, com essas mudanças, a quantidade de inscritos este ano foi menor que na edição de 2016. 
“O Enem não vai mais poder ser utilizado como prova que dá a certificação de conclusão do Ensino Médio. Com isso, mais de 1 milhão de estudantes deixaram de participar nesta edição. Essa foi uma mudança que trouxe um impacto grande, tanto para os estudantes como para a população de uma forma geral, que fazia o Enem pleiteando o certificado do Ensino Médio”, explica. 
Já com relação à mudança dos dias de aplicação, ele destaca que os candidatos avaliaram como positivo, no sentido de que os alunos poderão manter o foco em cada final de semana e em um grupo de provas diferentes. 
Logística 
Porém, em relação à logística, alunos e escolas precisam se preparar para o movimento nos finais de semana. “No Piauí, dos 224 municípios, apenas 32 são polos de aplicação de prova. E existe um grande movimento de trânsito de alunos de uma cidade para outra. E como agora são dois finais de semana, essa movimentação também aumenta, e os alunos de baixa renda, principalmente, precisam se programar para isso”, cita. 
Elen Gera pontua que os custos acabam sendo um pouco mais elevados, seja para ir e vir durante os dois domingos ou até permanecer na cidade de aplicação da prova durante uma semana. Ainda assim, o superintendente destaca que os alunos não precisam se preocupar com essas mudanças, mas sim focar nos estudos e em fazer simulações da nova metodologia usada.

Com informações do Portal O Dia

Notícias Relacionadas

Educação 1258430123415967797

Postar um comentárioDefault Comments

emo-but-icon

Facebook

Parceiros

item