Secretário confirma vazamento de prova no concurso da PM e certame pode ser anulado. | Piripiri40Graus

Secretário confirma vazamento de prova no concurso da PM e certame pode ser anulado.


O Grupo de Repressão ao Crime Organizado (Greco), descobriu na manhã de domingo (21/05), fraudes no concurso para soldado da Polícia Militar do Piauí, com aplicação das provas iniciada às 8h30. Segundo o Greco, algumas pessoas foram presas e  levadas para a sede do grupo no bairro Três Andares, na zona Sul de Teresina.

De acordo com o Secretário de Segurança Pública do Piauí, Fábio Abreu, no total 12 pessoas foram conduzidas na operação. “Nós fizemos todo esse período antes e durante a realização das provas algumas operações e ações. No dia de ontem foram conduzidas 12 pessoas para o GRECO e todas foram autuadas em flagrante, algumas já pagaram suas fianças e foram liberados. Hoje nós vamos reunir com a Nucepe, com o comandante-geral e dessa reunião nós vamos avaliar se existe a possibilidade do concurso continuar ou se vamos anulá-lo. O que nós precisamos destacar é que o nosso objetivo sempre foi manter o concurso da melhor forma, nossa parte principalmente a inteligência foi disponibilizada para a organizadora do concurso, mas infelizmente tivemos fatos graves que poderão comprometer esse concurso. Da reunião que nós vamos fazer vamos emitir uma nota explicando qual será a decisão final”, disse.

Ainda segundo o secretário, é possível admitir que pelo menos parte da prova vazou. “Pelo menos parte dessa prova, em função de algumas provas subtende-se que houve vazamento, mas é preciso fazer uma apuração mais detalhada e daí tirarmos a conclusão da anulação ou não desse concurso. Agora se há vazamento, se há presença de um crime um dos presos estava com um possível gabarito, então existe a possibilidade de alguém da Nucepe estar envolvido, visto que ela organizou o concurso. Tudo parte exatamente da questão da apuração, inclusive  algumas pessoas que já foram presas  em concursos anteriores foram conduzidas ontem”, declarou.
“Com relação ao policial que foi conduzido a acusação não foi da fraude de concurso, foi feito uma operação de busca e apreensão na residência dele e lá encontrou-se o ilícito que chegou a gerar a autuação, mas esse ilícito foi com relação ao concurso. Todo tipo de informação que a gente conseguir colher estaremos levando em consideração e vamos responsabilizar essas pessoas. A presença de celular não foi totalmente confirmada, as informações da prova são fotos de dias anteriores e não do local da prova, não tivemos a informação de aparelho celular com candidatos no local da prova, fizemos apreensões de celulares lá na hora.  Vamos se reunir com a organizadora porque nós temos esse objetivo de realmente aprovar em um concurso aquele que estudou e fez por merecer, se for um caso vamos anular hoje ainda”, finalizou.
Com informações do Portal Meio Norte/ 
180graus.com

Notícias Relacionadas

Geral 7280273206699011275

Postar um comentárioDefault Comments

emo-but-icon

Facebook

Parceiros

item